ALEH Blog

Blog do Alessandro Andrade. Magrinho, Engenheiro e toca violão.

Por que eu acredito em Deus

Bem, se você é ateu, leu o título deste texto e já está todo cheio de vontade de me xingar e me chamar de “crente alienado” etc e tal, quero te dizer o seguinte: o que tenho a dizer aqui é algo que se diz entre amigos, numa conversa casual, só dando minha opinião pessoal sobre esse assunto.

Não quero pregar pra você nem te convencer de nada. Só quero dizer o que penso sobre Deus.

Fui criado num lar “semi-adventista”, se é que isso existe. O que quero dizer com isso é que meu pai não era adventista, nem cristão, e minha mãe era adventista. Na verdade, minha mãe voltou a frequentar a Igreja Adventista quando eu tinha mais ou menos 7 anos.

Fui criado dentro da doutrina adventista desde essa época. Apesar de meu pai sempre concordar que minha mãe nos ensinasse nesses moldes, o papel  dele quanto essa parte religiosa foi sempre nos levar à igreja nos sábados de manhã e nos buscar ao final do culto. Não passava disso. Ele mesmo, não costumava frequentar nossa igreja.

Fiz todo o 1º grau (que é como chamavam o Ensino Fundamental na minha época) na Escola Adventista de Brasília (hoje CEAMA), de onde tenho lembranças muito boas. No segundo grau (Ensino Médio), fui estudar numa escola “não-adventista”, digamos assim. Nessa época eu conheci mais de perto outras coisas, e digamos que resolvi conhecer melhor o mundo.

Queria só contar essa parte da minha vida antes de dizer o que penso, para você entender que, em algum momento da minha vida, baseado em tudo o que me ensinaram, eu escolhi acreditar em Deus. Eu poderia muito bem ter analisado tudo o que vi na vida até hoje e pensar “É… realmente acho que não existe um Deus. O Universo surgiu de uma explosão por acaso mesmo. Vou tocar rock por esse mundão e fazer tudo o que eu tiver afim de fazer e não to nem aí pra nada!”. Mas não foi o que escolhi.

Com o conhecimento que consegui acumular até hoje, conclui que não é possível que tudo, eu digo TUDO, foi obra de uma pura “sorte”, que as condições necessárias para um Universo nascer num dado microssegundo estavam todas confirmadas e, de repente, BUM! um PEIDO UNIVERSAL deu início a tudo!

Sério. Vocês acreditam mesmo nisso? Sei que se você acredita na evolução deve estar agora pensando “esse cara é um ignorante! Ele é um alienado! E..” me xingando de tudo de pior. Mas no fundo no fundo, a teoria do Big Bang é isso mesmo. Uma flatulência do nada. E esse “pum” gerou TUDO.

Agora, vou te explicar no que eu acredito. Eu acredito que, para que algo muito complexo possa existir, algum ser com inteligência ENORME, quando eu digo aqui enorme, eu quero dizer “que não cabe na cabeça do ser humano”, teve idéias, projetou, analisou, considerou várias condições, executou o planejamento e avaliou o resultado de uma criação. Sim, eu acredito que o Universo foi criado.

Mesmo porque existe uma coisa básica que o Big Bang, Darwin e todos os gênios da Ciência nunca vão conseguir explicar: por que existe o amor? Sim, porque se a evolução diz que o que vale é a “lei do mais forte”, como o amor caberia numa situação dessas? O amor é lindo minha gente! Eu não consigo entender como a mesma evolução que diz que muitos animais morreram porque não conseguiram evoluir, seja devorados ou de fome/sede/frio, possa ser responsável também por um sentimento que é muito mais forte do que qualquer coisa que o ser humano possa entender. Tanto que o homem que disse “ame ao seu próximo como a ti mesmo” é lembrado até hoje, e a cada dia que passa, o que tenho pra mim é que o sentido da vida é o AMOR. E não foi com John Lennon que aprendi isso.

Então meus queridos, quero te dizer uma coisa. Pra mim, foi um Deus cheio de muito amor sim que resolveu nos criar como somos, inteligentes, curiosos, estudiosos para tentar descobrir o Universo, e até mesmo acreditar no que nós quiséssemos, inclusive acreditar que Ele não existe.

Essa é minha opinião. Concordo com o que Davi escreveu no Salmo 139, verso 14:

Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste; as tuas obras são admiráveis, e a minha alma o sabe muito bem.

Ou então, como expressa o mesmo verso na tradução da Nova Versão Internacional da Bíblia:

Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tuas obras são maravilhosas! Digo isso com convicção.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QR Code

Deixe seu comentário!

Comentários

3 Comments

  1. Silvio Casas

    14/04/2011 at 08:09

    Olá

    Eu também concordo com voce. Na verdade, o que os evolucionistas cobram daqueles que professam o criacionismo, eles mesmos não conseguem comprovar. O fato é

  2. Silvio Casas

    14/04/2011 at 08:17

    Olá

    Ola

    Desculpem pelo comentario incompleto. Agora eu concluo.
    – A “fé” evolucionista é inconcebivel. Se analisarmos pelos
    moldes científicos que exigem que uma teoria para se tornar lei deve ser: observada, repitida, comprovada, veremos que nada disso a teoria da evolução satisfaz.
    Eu creio em Deus. Por isso não sou alienado. A Fé em Deus, antes de ser explicada, deve ser vivenciada, experi-
    mentada. Isto o que os evolucionistas não podem ter por
    que não querem. É mais fácil negar aquilo que nào se entende, do que aceitar a nossa limitação intelectual.

    Parabéns e que Deus o abençoe

  3. Obrigado pelos comentários, Silvio!

    😉

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© 2008 - 2017. ALEH Blog

Theme by Anders NorenUp ↑

Licença Creative Commons
ALEH Blog de Alessandro Andrade está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://www.aleh.com.br.